Publicidade

Home seta Quisto do Canal Tireoglosso
Quisto do Canal Tireoglosso em Adultos

  

Quisto do Canal Tireoglosso em Adultos

Tiago Cunha, Enfermeiro (RN), M.Sc.

 

No decorrer do desenvolvimento embrionário do pescoço, a tiroide desce para a sua posição anatómica permanente, podendo persistir fragmentos de tecido tiroideu na zona média do pescoço como um quisto do canal tiroglosso.
O quisto do canal tireoglosso é uma anormalidade congénita comum da glândula tiroideia, correspondendo a cerca de 70% das anormalidade da região cervical.


Cerca de 50% dos casos surgem antes dos 20 anos de idade. os quistos do canal tireoglosso podem variar de tamanho desde o quase imperceptivel até ao tamanho de uma toranja. Contudo o achado clinico mais frequente é o de uma massa firme redonda de tamanho variável na linha média do pescoço directamente abaixo do osso hióide. estes quistos são móveis, mas resistem aos movimentos no plano cefalo-caudal.

Fonte: http://www.aafp.org/afp/20020901/831
Apresentação Clinica de um Quisto


A maioria dos quistos do canal tireoglosso são assisntomático, mas quando o canal mantém a sua ligação com a faringe, podem ocorrer infecções com a dor, rigidez, febre e drenagem purulenta, associados.


Nos adultos as massas cervicais são categorizadas em 5 grupos: Inflamatórias (origem bacteriana ou viral); benignas (lipomas, quistos sebáceos, glândulas salivares e anormalidades da tiroide); malignas (sarcomas, linfomas, tumores da tiroide e das glânculas salivares); secundárias (carcinomas pavimento-celulares e adenocarcinomas); e traumáticos (hematomas e pseudoaneurismas). Estas massas podem ser confundidas com quistos do canal tireoglosso devido a sua localização e caracterisiticas.

Para o diagnóstico do quisto do canal tireoglosso a ecografia revela-se uma ferramenta precisa e com uma custo reduzido.

Fonte : http://www.learningradiology.com/archives06/COW%20231-Thyroglossal%20Duct%20Cyst/tgdccorrect.html
TAC com quisto do Canal Tireoglosso (seta vermelha)

O tratamento do quisto do canal tireoglosso no adulto é identico ao dos doentes pediátricos. No caso de abcesso deve ser realizada a sua incisão e drenagem, aplicadas compressas quentes e administrada antibioterpia. após a resolução completa da infecção aguda, geralmente um periodo de 6 semanas, o quisto do canal tireoglosso e o seu tracto epitelial deve ser excisado.


A excisão definitiva do quisto do canal tireoglosso inclui o corpo do osso hióide(porção mediana do osso hióide)em bloco com o quisto e o seu tracto estendendo-se até à base da lingua. este procedimento designa-se por procedimento de Sistrunk. normalmente o procedimento é modificado nos adultos não se estendendo a excisão até á base da lingua, contudo tal não é recomendado pelo risco de recidiva.

A recorrência do quisto do canal tireoglosso é de aproximadamente 2,6% quando realizado procedimento de Sistrunk e de 38% quando a excisão não é completa.

Fonte : http://www.endocrinesurgeon.co.uk/thyroid/thyroid1-2.html
Quisto do Canal Tireoglosso


A excisão dos quistos do canal tireoglosso é particularmente importante nos adultos, pois este podem evoluir para carcinomas papilares. Esta situação surge por volta dos 39 anos de idade. Também podem surgir carcinomas pavimento-celulares  em doentes mais velhos sendo a média das idades destes doentes de 54 anos.


Caso o carcinoma invadir a parede do quisto ou se verificar metastização tumoral, é defendida por alguns cirurgiões a necessidade de uma tiroidectomia total e radioterpaia pós-operatória além do procedimento de Sistrunk.

 

 

Fonte : The American Surgeon. Junho 2005. Nº71. p510
Peça Cirurgica de um Quisto do Canal Tireoglosso com uma pinça a realsar o osso Hióide
 

Bibliografia

  •  Mohan, Chokshi, Mozer, Razvi - Thyroglossal Duct Cysts: A Consideration In Adults. The American Surgeon. Junho de 2005. Nº 71. p508-511.
 

Publicidade

©2007 - Piso5.net 

Site Optimizado para 1024x768 ou superior e Internet Explorer 7.0 e Firefox 2.0

Webmaster - Tiago Cunha